quinta-feira, 19 de maio de 2011

No poupar é que está o ganho

poupar-dinheiro n-cozinha

No início do mês fui a um aniversário.

Um priminho meu fazia 9 anos e lá fomos nós.

Em conversa os donos da casa estavam a queixar que “a vida está muito cara”.

É uma expressão que se ouve muito, é verdade. E, de facto, é também verdade que tudo está mais caro. Sempre que vamos ao supermercado podemos comprovar esse facto.

Mas algo na conversa me deixou a pensar.

Eles queixam que a vida está muito cara mas gostam de ir ao restaurante pelo menos 2 vezes por semana, vão ao take-away buscar comida pronta, todos os dias vão ao café e todos os fins de semana tomam o pequeno almoço na pastelaria.

Já não falando de férias e fins de semana que passam fora.

São estas pequenas coisas que de facto nos levam o dinheiro todo.

Não gostam de bolos caseiros (como é que é possível), sendo obrigatório que os bolos de aniversários para eles têm de ser de pastelaria.

À uns anos atrás ofereci-me para fazer o bolo de aniversário do menino, este é afilhado do meu pai e um doce de menino, mas a resposta foi que agradeciam mas preferiam de pastelaria.

Tudo isto me deixa a pensar que afinal “a vida não está tão cara assim”.

 

Passado uns dias deste episódio vejo no telejornal da RTP que em tempos de crise o negócio que mais tem crescido no nosso país são os take-aways.

Eu não consigo mesmo perceber as pessoas. Estamos em crise, o dinheiro é pouco então em vez de cozinharmos em casa vamos comprar comida pronta?.

Já não sei quando foi a última vez que fui a um take-away e muito menos me lembro da última vez que comprei um bolo na pastelaria.

E sabem, tenho uma pastelaria na casa ao lado da minha, de um tio meu. Já lá trabalhei e tudo. Mas não, prefiro fazer em casa, pode não ficar tão bonito, mas sei com o que é feito, é mais saudável, é mais barato e feito com muito mais amor.

Mas são opções, não critico quem o faça, simplesmente não percebo do que se queixam.

5 comentários:

  1. É verdade e concordo contigo em muito do que dizes e fico parva porque quem mais se queixa normalmente é quem mais mal gasta e em coisas bem futeis e supérfluas, quanto ao Take Away ele resulta mais barato se formos bem servidos a comida for saborosa e assim poupamos gás, temperos, azeite o que faz com que fique mais caro por vezes fazer em casa.
    Mas isto uma vez por outra quando não há tempo ou paciência..porque a nossa comida essa jamais se iguala a outra.
    E por vezes também me pergunto CRISE? Qual crise??

    beijinhos!!

    ResponderEliminar
  2. Pois já somos três a pensar igual. E eu tb me pergunto muitas vezes. Crise!? Qual crise!??? quando os restaurantes estão cheios, os hotéis lotados e as pessoas continuam a privar-se muito pouco.
    A verdadeira crise é a crise de valores!!!
    Ainda há bocadinho falava com uma amiga sobre isto e concluimos que aqueles que mais se queixam da crise são aqueles que não têm razões para se queixar. Queixam-se porque deixaram de viajar 3 vezes por ano para viajar só 1 ou 2, ou deixaram de comer todas as semanas fora para comer de 15 em 15 dias. Aqueles que de facto estão a passar por dificuldades limitam-se a viver um dia de cada vez, tentam manter cara alegre e pôr comida na mesa.

    Já me alonguei, desculpa mas este assunto tira-me um bocadinho do sério!!!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Mariana - Olá minha querida. Fico contente por saber que não sou só eu a pensar assim. Por momentos achei que eu tinha um problema qualquer, forretice talvez lol
    Concordo que por vezes fique mais barato ir buscar ao take-away do que cozinhar em casa, mas vejo casos que são um exagero. Para além que a nossa comida é bem melhor e mais saudável.

    Nelinha - Não te alongas-te nada e para mim foi um prazer saber a tua opinião.
    De facto quem mais se queixa são os que menos razão têm. Porque os que mais sofrem com a crise, já há muito tempo que não se podem alargar. Sim porque a crise não chegou com o fmi, já cá está instalada de malas e bagagens há muito tempo. É revoltante, mas é o que temos.

    Beijinhos a ambas e muito obrigado por me visitarem.

    ResponderEliminar
  4. Acho que somos muitos mais a pensar assim, realmente quem menos tá em crise é quem mais se queixa, eu já não vou a um restaurante á quase 1 ano, já não vou ao cinema á prai 2 anos e sou eu que faço os bolos de aniversario dos meus filhos á quase 10 anos, por isso não me queixo porque tenho de viver e conviver com ela, sempre com um sorriso nos lábios!!!
    Desculpa o desabafo, mas á coisas que me tiram do serio e o assunto que te fez a ti tira do serio tb a mim faz!!!

    bjs

    ResponderEliminar
  5. Pois realmente não dá para perceber!! eu acho é que há muita gente com as prioridades trocadas... e a queixarem-se sem motivos nenhuns.

    ResponderEliminar