terça-feira, 29 de novembro de 2011

Bolo de Frutos Secos

Não sei porque mas quando chega a esta altura do ano apetece-me imenso bolos com frutos secos, com canela, com rum…

Engraçado como até os gostos mudam com a época. A Primavera e o Verão são mais bolos com frutas frescas, sobremesas de colher, a sair do frigorífico.

Conforme se aproxima o Natal gosto do cheiro a canela e frutos secos.

Este bolo nasceu assim, com um enorme apetite por frutos secos.

Bolo de Frutos Secos (1)

Ingredientes:

- 200ml de leite

- 450gr de farinha

- 10gr de fermento padeiro fresco

- 50gr de açúcar

- 70gr de manteiga

- 1 colher de chá de sal

- 2 colheres de sopa de rum

- nozes, amêndoa palitada, pinhões q.b.

- geleia de marmelo para decorar

Bolo de Frutos Secos (2)

Preparação:

Na tigela da batedeira coloque a farinha, o açúcar e o sal.

À parte dissolva o fermento com um pouco de leite morno, junte o resto do leite, o rum e a manteiga.

Adicione os líquidos à farinha e ligue a batedeira e amasse até formar uma bola. Pode fazer a massa na máquina de fazer pão.

Faça uma cruz na massa com uma faca, tape-a com um pano e deixe levedar até dobrar de volume.

Após levedar junte as frutas à massa e amasse.

Faça o formato que desejar, eu fiz com um buraco ao meio, mas pode fazer a gosto. Coloque no tabuleiro em que vai cozer forrado com papel vegetal e volta a levedar até dobrar de volume.

Para este processo ser mais rápido eu ligo o forno a 100º e deixo aquecer. Desligo e coloco a massa dentro a levedar. Assim é muito mais rápido e leveda muito melhor.

Pincele o bolo com gema de ovo e leve ao forno pré-aquecido a 180º até cozer.

Depois de cozido aqueci duas colheres de sopa de geleia de marmelo e pincelei o bolo com a geleia para lhe dar um toque mais bonito.

Pode polvilhar com açúcar em pó, pode decorar com glacé, com frutas secas, etc.

Momentos Natalícios #2

O Momento Natalício de hoje é o calendário do advento.

Bem sei que o advento começa no dia 1 de Dezembro, mas eu já pendurei o nosso.

E sim já está recheado de chocolates, cada dia do mês tem um chocolatinho.

Acho a tradição do calendário do advento bastante engraçada. As crianças então adoram, todos os dias irem tirar um chocolate.

 

Foi assim que há 3 anos resolvi fazer o meu calendário do advento. Alguns materiais tinha em casa outros comprei, como os apliques, são todos da loja Casa.

Comecei em Setembro e no dia 1 de Dezembro foi pendurado.  Já é o seu 3º Natal a fazer as delícias.

Momentos Natalícios #2

Deixo-vos então mais este pormenor, mais este cantinho. Algo muito meu, que partilho com vocês. Espero que gostem.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Momentos Natalícios #1

Esta semana vou deixar-vos 5 Momentos Natalícios.
Pequenos apontamento cá de casa da decoração de Natal.
Esta é a minha época do ano preferida. Muita cor, muita luz e o amor, tanto amor no ar.
Tenho tanta pequena que só há um Natal por ano.
As pessoas tornam-se muito mais simpáticas, muito mais amorosas nesta época.
Adoro a família reunida, as decorações, as histórias contadas pelos mais velhos, as brincadeiras dos mais novos. Até o frio tem outro encanto nesta época.
Sim eu ainda acredito no Pai Natal, não na sua versão velhinho, de barbas brancas, com renas e a entrar pela chaminé vestido de vermelho, mas na versão de todos nós, sermos pessoas melhores.
A minha maior felicidade? Ter a minha família, junto a mim. Ter a casa cheia. Reunir toda a gente à mesa, sem discussões, com o máximo respeito por todos. Ter os meus avós vivos e de boa saúde. Os meus pais que eu tanto amo. Tios e primos. E o meu amor, o B. bem pertinho de mim.
Para mim o Natal é isso e o Pai Natal tem esse formato, um formato alargado.
O primeiro Momento Natalício é um mobile que eu fiz.
Momentos Natalícios #1 (2)
Os materiais já se encontravam todos cá em casa. Tecidos, feltro, apliques, já eram residentes de outros anos.
Foi colocado a substituir este na porta do WC principal durante a época natalícia.
Momentos Natalícios #1 (1)
Esqueci-me de tirar foto com ele no local, mas amanha actualizo o post e coloco a foto direitinha.

E também amanha há um novo Momento Natalício. Espero que gostem.

Adenda: 29-11-2011 16:11
Tal como prometido, aqui está a foto do mobile já no sítio.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Bolo de iogurte e Limão

Com este tempo apetece muito uma chávena de chá quente com uma bela fatia de bolo.

Esta é daquelas receias que usamos à anos cá em casa e não nos cansamos dela.

Variamos no sabor e em alguns pormenores e fica sempre fantástica.

Desta vez foi feita com iogurte grego e raspa de limão que era o citrino que havia em casa.

O iogurte grego, embora adore teve de ser usado em bolos. Então não é que numa das últimas compras no Continente passo a correr pelo corredor dos iogurtes e vejo iogurtes gregos marca Continente. Sem pensar duas vezes coloco no carrinho. Quando vou a comer parecia chantilly sem açúcar. Que mal. Depois vi que me enganei. Em vez de pegar nos naturais açucarados peguei nos naturais. Sim, podia colocar açúcar, mas sinceramente não ficava igual. É por isso que a pressa nunca é boa conselheira.

Bolo de limão e iogurte

Ingredientes:

- 1 iogurte natural

- 2 medidas de açúcar

- 3 medidas de farinha, usei a Fina Flor da Branca de Neve

- 1 colher de chá de fermento

- 1 colher de chá de bicarbonato de sódio

- 5 ovos

- 1/2 medida de óleo

- raspa de limão

Atenção: como medida usei a embalagem do iogurte.

 

Para a calda:

- sumo de 2 limões

- 2 colheres de sopa de açúcar

 

Preparação:

Numa tigela bata as gemas com o açúcar até formar um creme fofo.

Adicione o óleo e o iogurte e bata mais um pouco.

Em outra tigela coloque a farinha, o fermento e o bicarbonato de sódio. Peneire tudo para não ter grumos. Adicione a raspa de limão.

À parte bata as claras em castelo com uma pitada de sal.

Envolva as claras em castelo e a mistura de farinha ao creme das gemas. Envolva, sem bater. Comece com um pouco de claras, depois um pouco de farinha, novamente claras, de forma a ficar tudo bem envolvido. Termine a envolver claras. O bolo ficará mais fofo envolvido desta forma.

Unte uma forma com buraco, eu utilizo o spray para untar da Espiga, e polvilhe com farinha.

Leve o bolo a cozer em forno pré-aquecido a 170º.

Cuidado para este não queimar, é normal ter de tapar com papel de alumínio a meio da cozedura. Se tal acontecer coloque o papel de alumínio com a parte mais brilhante para baixo.

Depois de pronto desenforme e reserve.

 

Passemos então à calda.

Esprema os limões e coloque o sumo numa peça que possa ir ao micro-ondas.

Adicione o açúcar e mexa um pouco.

Leve ao micro-ondas durante 30 segundos. Passado esse tempo regue o bolo com a calda. Verá como fica delicioso e um cheirinho fantástico pela casa toda!!!

 

Como podem ver o bolo da foto é muito grande. A explicação é simples eu fiz a massa a dobrar e no Domingo levei metade para os meus sogros.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Medidas para combater a crise - Café

Não sei se já vos disse, mas cá em casa temos um Dolce Gusto que adoramos.

Poupar em café (2)

É linda, vermelhinha, e faz um café fabuloso. Já a temos quase à 2 anos.

Mas a verdade é que com ela aumentamos imenso o valor gasto em café por mês.

Cada caixa com 16 cápsulas custa 4,79€ no Continente ou no Pingo Doce.

Então o que resolvemos fazer foi o seguinte.

Temos duas máquinas de café de filtro, as ditas cafeteiras. Uma maior que outra.

Poupar em café (1)

Na maior fazemos café, todos os dias de manha, na mais pequena fazemos cevada, também todos os dias.

O café é para os nossos pequenos almoços e a cevada é para o pequeno almoço da minha avó que não toma café e para a minha mãe levar numa garrafa térmica para o trabalho (evitando assim ir à máquina do café).

Todos os dias à noite deixamos as máquinas prontas e de manha é só ligar e fazer o café/cevada num instante.

A Dolce Gusto é usada ao fim de semana, quando temos visitas ou quando nos apetece um café no final das refeições, coisa que é raro acontecer com o meu pai hipertenso crónico e a minha mãe também com alguns problemas de tensão.

O café em pó compramos marca é, 250gr já moído por 1,29€ e usamos um truque para o enriquecer.

Colocamos o café numa lata e juntamos 2 colheres de sopa de cacau em pó e uma colher de chá de canela. Misturamos tudo e o café fica com um aroma ainda melhor. Delicioso!!!

As cápsulas para a Dolce Gusto passamos a comprar num supermercado perto de casa onde custam 4,19€ cada caixa, ou seja 0,60€ mais baratas do que nas grandes superfícies já mencionadas. Uma grande diferença não acham?

 

E assim se vai poupando.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Medidas para combater a crise–Passeios de Domingo

Eu e o B. gostamos muito de passear. Não precisa de ser um passeio muito longo ou até uma distancia muita grande.
Mas tentamos todos os Domingo dar um passeio.
E agora que entramos num jogo chamado Geocaching, tem sido fantástico.
Temos descoberto locais novos e redescoberto alguns antigos.
É divertido e leva-nos a passear e a distrair do resto da semana.

Vou então deixar-vos uma explicação sobre o Geocaching:
Geocaching é um passatempo e desporto de ar livre no qual se utiliza um receptor de navegação por satélite (por enquanto apenas Sistema de Posicionamento Global - GPS) para encontrar uma "geocache" (ou simplesmente "cache") colocada em qualquer local do mundo. Uma cache típica é uma pequena caixa (ou tupperware), fechada e à prova de água, que contém um livro de registo e alguns objectos, como canetas, afia-lápis, moedas ou bonecos para troca.
A actividade de geocaching tornou-se possível devido ao fim da imposição da degradação do sinal do sistema GPS denominado Selective Availability em 1 de Maio de 2000. A primeira colocação de uma cache com auxílio de GPS ocorreu em 3 de Maio de 2000 por Dave Ulmer. A localização foi anunciada no newsgroup sci.geo.satellite-nav. Três dias depois tinha sido encontrada duas vezes e registada uma vez.
O Geocaching tornou-se então popular, com um significativo crescimento em todo o mundo. Em 29 de Novembro de 2009 contavam-se 948 950 caches activas em 221 países. Em 31 de Dezembro de 2010 contavam-se 1 265 747 caches activas em 221 países. O que regista um aumento de 316 797 caches em pouco mais de um ano. Todos estes números são anunciados no maior site dedicado ao jogo, o geocaching.com, embora existam outras páginas dedicadas ao jogo, mas com muito menor número de registos.
Geocacher é o termo usado para quem participa nesta actividade lúdica.
Fonte: Wikipédia

É então um jogo bastante divertido, uma espécie de caça ao tesouro para utilizadores do GPS.
Existem vários tipos de caches, e vários tamanhos. Nas cidades costumam ser mais do género caixa de rolo fotográfico, as rurais costumam ser maiores.
Essas maiores normalmente têm pequenas lembranças e nós ao podemos tirar uma lembrança e colocar outra coisa no seu local.
É preciso imenso cuidado para não darmos nas vistas. Se não houver cuidado com outras pessoas que possam ver o que estamos a fazer há a grande probabilidade da cache desaparecer.

Graças a este jogo eu e o B. temos passado excelente momentos. Os nossos passeios e viagens têm sido muito engraçados.
Infelizmente só entramos no jogo no final de Agosto por isso não aproveitamos algumas viagens. Locais onde vamos ter de voltar para encontrar umas caches!!!
Quando fomos de férias a Barcelona levamos algumas programadas e conseguimos encontrar 5 caches. Foi bastante divertido.

Voltando agora ao principal tema do post.
Sempre que vamos passear ao Domingo à tarde levamos a nossa lancheira.
Lancheira
Com água, sumos ou ice tea, iogurtes, bolachas feitas em casa, barras de cereais e até alguma fruta.
Desta forma evitamos estar a gastar dinheiro em lanches e tornamos a saída de casa bem mais económica.
Já bem basta o preço dos combustíveis!!
O meu conselho é mesmo este, sempre que vão passear levem um saquinho com alguma comida e bebida. Evita-se esse gasto.
Podem até pegar no dinheiro que iam gastar no lanche e colocar num mealheiro. Já ajuda para as férias Smiley piscando

Os preparativos para o Natal começaram.

Se para muita gente ainda é cedo para pensar no Natal, para mim estamos no momento correcto.

Muitas prendas serão caseiras, como cabazes por exemplo e as “não caseiras” quero comprar até ao final do mês de Novembro.

Desta forma evito a loucura de Dezembro e tenho tempo para pensar na ementa e em tudo o que se fará em casa.

Como o título indica os preparativos já começaram.

Estão prontas as argolas para guardanapos.

Todos os anos gosto de as fazer e as deste ano estão prontinhas.

Com rolo de cartão do papel de cozinha, 2€ em fita de organza da loja dos chineses e 2€ em apliques da loja Casa, cada embalagem custou 1€, fiz 12 argolas e sobrou imenso material.

Não tenho a certeza se as 12 argolas vão chegar, mas se fizer falta num instante faço mais algumas.

E para mim ficaram lindas.

Cortei o cartão em argolas de 3 centímetros. Coloquei a ponta da fita de organza do lado interior da argola com cola quente.

Fui enrolando a fica de forma a sobrepor metade da volta sobre a anterior. (Sou péssima a explicar).

Como a fita é um pouco transparente se não se sobrepor vê-se o cartão.

Sobrepondo dá também o efeito mais bonito.

Depois de preenchida toda a argola com a fita, colei a ponta novamente do lado interior da argola com cola quente. (Cuidado para não se queimarem).

Os apliques já traziam cola, mas para ficar mais seguro colei também com cola quente.

E ficou assim:

Argolas para guardanapos

O que acham? Com pouco dinheiro pode fazer-se apontamentos engraçados.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Que saudades…

Meus queridos leitores, voltei.
Nem como vocês não se foram embora com o meu desaparecimento forçado de mais de uma semana.
Vocês nem imaginam o que aconteceu.
Na Quinta feira da semana passada, logo pela manha fiquei sem serviço Meo.
Graças a umas obras em frente à minha casa, ou melhor uma demolição.
Então não é que o empreiteiro que estava a fazer o serviço lembrou-se de cortar o cabo da PT?!
Quando penso nisto ainda tenho palpitações.
Em vez de comunicar à PT que o cabo tinha de ser mudado, não, corta-se e o resto que se lixe.
No mesmo momento liguei para a linha das avarias a comunicar o problema, expliquei tudo direitinho.
No Sábado à tarde aparece-me cá em casa um técnico que mal viu o problema disse logo que não era nada com ele e que tinha de comunicar a um empreiteiro para vir colocar um cabo.
Ficou então do empreiteiro aparecer na Segunda. Mas não apareceu ninguém.
Quarta feira já estava farta, dirigi-me à loja da PT a Barcelos e expus o problema.
A menina consultou o computador e disse-me que tinha de aguardar.
Farta de esperar estava eu. Sem net, sem telefone e só com os 4 canais dos quais diga-se de passagem só via 2, a RTP1 e 2.
Ontem resolvi escrever um email, com a net no telemóvel e foi o que fiz. Uma reclamação por email.
Quando o meu pai chegou do trabalho lá se resolveu a telefonar a um amigo de muitos anos que é director na PT em Braga. Graças a ele hoje de manha tínhamos uma equipa cá em casa e resolveram o problema.
Não queríamos estar a incomoda-lo mas teve mesmo de ser.
Bem sei que se tivéssemos ligado logo, no dia seguinte o problema tinha sido resolvido.
Graças ao A. uma pessoa que é como família hoje o nosso problema foi resolvido.
O A. ficou então a saber que o empreiteiro tinha estado cá na Segunda feira à tarde, mas como chovia muito e o trabalho era um “frete” foi embora.
O que importa é que está pronto e eu posso voltar à minha rotina habitual Smiley piscando