terça-feira, 26 de outubro de 2010

Aloe Vera

Hoje mostro-vos uma pequena parte do jardim cá de casa.
Uma amiga da minha mãe, a dona G., um doce de pessoa, não há palavras para a descrever, sabe que eu adoro Aloe vera e um destes dias mandou-me uma.

Hoje vou mostra-vos a minha querida Aloe Vera prenda da dona G.
Olhem que linda!!!



Ainda é uma bebé, mas vai crescer, oh oh :-)

Eu sei para muita gente não tem qualquer beleza, mas eu sinto um certo fascínio, não sei explicar porquê.
Talvez pelas suas características medicinais.

Vou deixar-vos com algumas referências à Aloe Vera que retirei da Wikipédia.

"A Aloe vera floresce no começo da primavera, geralmente com flores de um amarelo vivo em uma longa haste que se projeta para fora do centro da roseta. Suas flores são, ocasionalmente, de cor laranja ou vermelha. Em uma planta já desenvolvida, a haste se eleva, geralmente, de 60 a 90 centímetros acima da extremidade das folhas. Como suas folhas são suculentas, elas estão cheias de uma substância gelatinosa que pode ser extraída e então engarrafada ou incorporada em vários produtos.
A Aloe Vera tem folhas espinhosas de cor verde, com o formato de lanças que crescem numa formação de roseta (tal qual pétalas de rosa). Suas folhas frequentemente crescem até 75 cm e podem chegar a pesar de 1,4 a 2,3 kg cada uma.
A Aloe Vera é uma planta originária de regiões desérticas. Por causa do meio hostil em que se desenvolve, ela adquiriu inúmeras capacidades para sobreviver onde muito poucas espécies vegetais conseguem. Além de crescer no deserto ela também só é encontrada em certas zonas tropicais do mundo e por esta razão não é muito conhecida em regiões de climas frios.
O Aloe vera é uma planta utilizada para diversos fins medicinais há muitos anos. Geralmente é utilizada para problemas relacionados com a pele (acne, queimaduras, psoríase, hanseníase, etc). Pesquisadores encontraram relatos do uso desta planta entre civilizações antigas como os egípcios, gregos, chineses, macedônios, japoneses e mesmo citações na Bíblia deixam claro que era comum o uso desta planta na antiguidade.
É um poderoso regenerador e antioxidante natural. A esta planta são reconhecidas propriedades antibacteriana, cicatrizante, capacidade de reidratar o tecido capilar ou dérmico danificado por uma queimadura, entre outras.
A babosa aplicada sobre uma queimadura ajuda rapidamente a retirar a dor, pelo seu efeito reidratante e calmante. Pelo mesmo efeito reidratante lentamente irá reparando o tecido queimado, curando desta forma a queimadura.
A Babosa tem poder de reter água para se manter o tempo todo bem hidratada, mesmo sob o calor produzido pelo sol escaldante do deserto.
Aloe vera é um excelente nutriente, com importantes proteínas, vitaminas e sais minerais. Com sua constituição química permite a penetraçao na pele e assim levar importantes nutrientes para as células vivas."

Fonte: Wikipédia

1 comentário:

  1. Muito obrigada por me visitares. Gostei muito do teu cantinho também. Até já guardei as etiquetas antigas nos favoritos. Também tenho um Aloé, que começou assim bebé e cresceu bastante. Tem muitas aplicações mesmo!

    ResponderEliminar