quinta-feira, 31 de março de 2011

Arroz de forno

Aprende-se imenso com a internet. Há pessoas que pensam o contrário e só falam da parte menos boa da internet. Mas a verdade é que é uma ferramenta que para mim é indispensável.
Desde que a comecei a usar que aprendi imenso. A nível cultural, a nível escolar, de culinária e pastelaria, conheci o B. :-), aprendi a fazer algumas manualidades, enfim podia continuar com esta lista.
E na verdade estamos sempre a aprender. 
Numa das muitas vezes que visitei a Luísa Alexandra vi este post sobre Arroz de forno e fiquei com vontade de experimentar.
Agora afirmo que sempre que faço assados faço arroz de forno. É simples de fazer, enquanto o assado termina o arroz fica pronto e ainda por cima poupo pois uso o calor do forno para fazer o arroz e não tenho de ligar o fogão.
E fica delicioso. Todos adoram!!!
Cada vez mais adoro esta ferramenta, a internet :-)

 
Então eu faço o arroz de forno exactamente como ela explicou.
Coloco numa assadeira, neste caso uso um alguidar de barro tradicional, uma medida de arroz, uma medida de água e uma medida de molho da carne.
Coloco o alguidar no forno na altura que viro a carne.
Quando levantar fervura provo para confirmar se necessita de mais sal, pois o molho da carne já está temperado.
Enquanto a carne termina de assar o arroz fica pronto.
Muito, muito simples.

Bolo de chocolate com Chantilly de laranja




Esta é a última sobremesa do jantar do dia do pai.
Tinha deixado agendado o post para ontem, tenho a certeza que ficou pois confirmei duas vezes. Hoje quando vim fazer um post novo vejo que este não foi publicado e encontrava-se como rascunho. Não percebo o que aconteceu.



Ingredientes:
- 70 gr. de chocolate preto,
- 125 gr de manteiga, sem sal
- 1,5 chávenas de farinha sem fermento
- 1/4 de chávena de cacau em pó
- 1 colheres de chá de bicarbonato de soda
- 1 colher de chá de fermento em pó
- 1/2 colher de chá de sal fino
- 3 ovos grandes
- ½ chávena de açúcar branco
- ½ chávena de açúcar amarelo
- 1 chávena de leite

Para a cobertura e recheio:
- 300 ml. de natas
- Sumo de 1 laranja
- Raspa da casca de 1 laranja
- 3 colheres de sopa de açúcar

Preparação:
Derreta o chocolate com a manteiga e deixe arrefecer.
Bata as gemas com os açúcares até formar um creme fofo.
Adicione o chocolate e a manteiga e bata devagar. De seguida junte a farinha, o cacau, o bicarbonato de soda, o fermento em pó e o sal fino. Misture sem bater.
Adicione o leite e volte a misturar.
Bata as natas em castelo e adicione à mistura anterior, com cuidado e sempre sem bater.
Leve ao forno, pré-aquecido a 180º, numa forma redonda sem buraco. Vá tomando conta para não queimar, se for necessário cubra com papel de alumínio.



Para o recheio, bata as natas, eu usei creme para bater da Vaqueiro, com a raspa da laranja e o açúcar.
Quando o bolo estiver cozido, leve o sumo da laranja ao microondas para aquecer.
Corte o bolo ao meio e regue as duas partes com o sumo da laranja.
Recheie o bolo com o chantilly. Sobreponha as duas partes e cubra com o restante chantilly.
Decore a gosto. Eu usei casca e gomos de laranja.
Estava delicioso, o chantilly aromatizado de laranja fica espectacular.
Bom apetite.


segunda-feira, 28 de março de 2011

10000



Passei as 10000 visitas.
Quero agradecer a todos os que cá vêm. Bem sei que nem sempre consigo ter o blog actualizado, mas vocês continuam a visitar, a comentar e até a enviar emails. Agradeço-vos do fundo do coração.
Nunca pensei que fosse chegar às 10000 visitas e agora espero que venham pelo menos mais 10000 e que vocês continuem a gostar de me ler e a visitar-me.

A todos vocês envio um grande beijo e um abraço ainda maior.

Manual 5 chaves para uma alimentação mais segura - I Chave


(Imagem retirada da internet)


É um manual desenvolvido pelo Instituto Nacional de Saúde - Dr. Ricardo Jorge e a Organização Mundial de Saúde. Tive conhecimento dele através da Praça da Alegria e acho-o bastante interessante.
São 5 chaves que nos podem ajudar a ter uma alimentação mais segura.
Hoje deixo-vos a 1ª chave.


Mantenha a Limpeza:
Informação Fundamental:
- Lave as mãos antes de iniciar a preparação dos alimentos e, frequentemente, durante todo o
processo.
- Lave as mãos depois de ir à casa de banho.
- Higienize todos os equipamentos, superfícies e utensílios utilizados na preparação dos alimentos.
- Proteja as áreas de preparação e os alimentos de insectos, pragas e outros animais.

Porquê:
Embora a maior parte dos microrganismos não provoque doenças, grande parte dos mais perigosos encontram-se no solo, na água, nos animais e nas pessoas. Estes microrganismos são veiculados pelas mãos, passando para roupas e utensílios, sobretudo para as tábuas de
corte, donde facilmente podem passar para o alimento e vir a provocar doenças de origem alimentar.

Comentários e sugestões para o formador
Só pelo facto de uma superfície parecer limpa não quer dizer que o esteja. São necessários 2,5 mil milhões de bactérias para que 250ml de água apresentem turvação, mas, em alguns casos, só são necessários 15-20 bactérias patogénicas para provocar uma doença.
Se na sua região se faz abate doméstico dos animais, tenha em atenção a seguinte informação que é muito importante:
- Mantenha a área limpa e separada das outras áreas de preparação.
- Mude o vestuário protector, lave as mãos e utensílios após o abate.
- Não abata animais doentes.
- Esteja atento e mantenha-se informado sobre as doenças, como gripe aviaria por exemplo, existentes na sua região. O grande risco que estas doenças representam para a saúde pública pode obrigar a que se façam controlos adicionais, como é o caso de utilização de vestuário de protecção pessoal. Contacte as autoridades locais para mais informações.
- Remova os excrementos dos animais da zona de habitação e mantenha-os afastados das zonas de cultivo, preparação e armazenagem de alimentos.
- Lave as mãos de forma a prevenir uma possível contaminação através das fezes.
- Mantenha os animais, domésticos ou outros, afastados das zonas de cultivo, preparação ou armazenagem (p.ex. animais de companhia, aves domésticas, animais criados na quinta).

quinta-feira, 24 de março de 2011

Leite Creme



Esta é uma das sobremesas preferidas do meu pai.
Portante não podia faltar no jantar do dia do pai.

Ingredientes:
- 500ml de leite
- 3 gemas
- 75gr de açúcar
- 1 colher de sopa de amido de milho
- 1 pau de canela
- vinho do porto a gosto
- casca de limão

Preparação:
Numa tigela bata as gemas, o açúcar e o amido de milho.
Bata até formar um creme esbranquiçado e fofo.
Adicione o vinho do porto e envolva.
Adicione depois o leite e envolva bem.
Transfira para uma caçarola e leve ao lume com o pau da canela e a casca do limão.
Deixe engrossar, mexendo para não torrar.
Retire a casca do limão e a canela e transfira para um prato de servir ou para pratos individuais.
Na hora de servir polvilhe com açúcar e queime com um ferro quente.
Bom apetite.

quarta-feira, 23 de março de 2011

Pudim Francês

Está a ser uma semana de loucos.
Daquelas que parecem intermináveis.
As minhas folgas são Sábado e Domingo e eu não vejo a hora de chegar a Sexta à noite.
Tenho dormido muito mal. Segunda à noite somos fazer inventário. Foi de loucos. Quando me deitei eram 4h e 30 minutos. Não descansei nada e na Terça à tarde lá fui eu para mais uma jornada. Hoje fui trabalhar às 6h da manha. Por isso aguardo ansiosamente por Sexta à noite se faz favor.

Agora deixo-vos uma das receitas do jantar do dia do pai.
O Pudim Francês.



Ingredientes:
- 7 ovos inteiros
- 7 gemas
- 200gr de açúcar
- 1 colher de sopa de maizena
- 500ml de leite
- 1 cálice de vinho do porto

Preparação:
Bate-se os ovos, as gemas, o açúcar e a farinha maizena até formar um creme esbranquiçado.
Adiciona-se de seguida o leite em fio envolvendo com uma espátula.
Por último adiciona-se o vinho do porto.
Unta-se uma forma para pudim com caramelo. Eu uso feito em casa mas pode usar de compra.
Deita-se o preparado para a forma e leva-se a cozer numa panela de pressão durante 20 minutos.
No final da cozedura é só desenformar para um prato fundo por causa do caramelo.
É uma delícia de pudim.
Bom apetite.

segunda-feira, 21 de março de 2011

Dia do Pai

Porque o meu é o melhor do mundo. Porque eu o adoro e ele merece tudo.
E ele sabe o quanto eu o amo do fundo do coração e o quanto é importante na minha vida.
O jantar estava maravilhoso, saído das mãos da minha mãe.
As sobremesas ficaram por minha conta.
As fotos não são de muita qualidade mas dá para terem uma ideia.
Foi uma noite muito bem passada.


As receitas vão surgir no blog nos próximos dias.
Desejo uma boa semana a todos!!!

sexta-feira, 18 de março de 2011

Pães de Leite

Como vos disse no post anterior estive adoentada. A cozinha esteve um pouco parada, só mesmo o essencial foi feito.
Agora já me sinto melhor e volto na máxima força, com ideias novas para o blog a por em prática a partir do fim de semana.
Ainda bem que estou melhor pois amanha é dia do pai.
Como vou trabalhar de tarde, saiu às 18h, de manha irei fazer as sobremesas que depois irei partilhar com vocês.

Agora deixo-vos com uns Pães de Leite, amados cá em casa para os pequenos almoços.



Ingredientes:

- 2,5 chávenas de leite morno
- 2 ovos
- 1 pacotinho de fermento fresco
- 1/2 chávena de açúcar
- 1/2 chávena de manteiga amolecida
- 2 colheres de chá de sal fino
- 7 chávenas e meia de farinha 
- ovo para pincelar
Preparação:
Dissolva o fermento num pouco de leite.
Numa tigela grande coloque o restante  leite e deite o fermento por cima. Deixe repousar 5 minutos.
Junte os ovos batidos, o açúcar, a manteiga amolecida, o sal e mexa bem até ligar todos os ingredientes.
Aos poucos junte a farinha, amasse até obter uma massa mole mas ligada. Pode precisar de mais um pouco de farinha.
Tape a tigela com um pano e deixe levedar até dobrar de volume.
Com a mão fechada dê socos na massa para retirar o ar. Tape de novo e deixe repousar até dobrar de volume novamente. Repita este passo mais 2 vezes.
Molde bolas e coloque-as num tabuleiro forrado com papel vegetal. Devem ser colocadas bem juntas. Tape com um pano e deixe levedar até dobrar de volume.
Pincele os pães com ovo batido.
Leve a cozer ao forno pré-aquecido a 200º até estarem bem douradinhos.
Bom apetite.